Baixa imunidade: o que é, como acontece e qual é o tratamento?

Imunidade Baixa
Imunidade Baixa

Nosso organismo é um conjunto de sistemas, dentre eles está o sistema imunológico, composto por uma grande quantidade de células chamadas de leucócitos, que atuam no combate a agentes estranhos, tais como vírus, bactérias, toxinas, entre outros. O sistema imunológico cria barreiras físicas no corpo e evita a entrada de invasores ou combate infecções quando o organismo adoece.

Nem todas as pessoas adoecem ao entrar em contato com o agente causador da doença, pois isso é determinado pelo sistema imunológico, que pode ou não estar fraco.

Alguns fatores, entretanto, contribuem para a diminuição da imunidade do organismo. A desnutrição, AIDS, câncer, anemia, lúpus, obesidade e alcoolismo são algumas das doenças que facilitam a queda da imunidade. Além disso, o uso de tabacos, corticoides, medicamentos para transplante de órgãos ou tratamento de câncer e o uso prolongado de remédios, como a Dipirona, também causam a baixa imunidade.

No organismo feminino, as variações hormonais durante os ciclos menstruais e TPM podem afetar o funcionamento das células do sistema imunológico, devido ao aumento dos níveis de progesterona, inibindo o sistema imune feminino. Algumas mulheres têm mais sensibilidade a esses efeitos, tornando-se mais vulneráveis a infecções em geral.

Durante a gestação, as alterações hormonais e físicas também contribuem para o enfraquecimento do sistema imunológico, exigindo uma maior atenção para a prevenção de gripes e infecções urinárias. Nesse período, o acompanhamento médico contínuo é imprescindível.

A falta de nutrientes causada pela má alimentação também afeta o funcionamento das células, provocando assim, a baixa imunidade. Ferro, Cálcio, Zinco, Selênio, Vitaminas A, E, C, D, Complexo B, Ácido Fólico e Antioxidantes são exemplos de nutrientes com alto grau de importância para o bom funcionamento do sistema imunológico.

Levando em consideração as causas supracitadas, é importante estar sempre atento a alguns sinais que podem indicar a baixa da imunidade: surgimento de herpes (labial ou genital), estomatite, amigdalite, otite, gripes e resfriados, doenças gerais causadas por fungos, vírus e bactérias, infecções recorrentes e acúmulo de pus na pele.

Tão logo os sintomas sejam notados, deve-se procurar um médico clínico para realização de exames laboratoriais e análise da baixa imunidade.

O tratamento, em geral, resume-se a mudanças nos hábitos alimentares e prática de atividade física. Entretanto, para alguns casos, recomenda-se ou necessita-se o uso de suplementos nutricionais para resultados mais rápidos e eficazes.

Alimentação saudável, atenção aos sinais do próprio organismo e acompanhamento médico regular são a chave para uma qualidade de vida melhor.

Deixe uma resposta